quarta-feira, 14 de abril de 2010

Carajás: Plebiscito deve acontecer em 2011

Brasília – Mais um passo para a criação dos Estados do Carajás e do Tapajós. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem (14) o regime de urgência dos projetos de decreto legislativo que autorizam a realização do plebiscito, oportunidade em que a população paraense decidirá, nas urnas, se quer ou não a emancipação político-administrativa dos dois novos Estados.
O regime de urgência derruba as manobras procrastinatórias dos deputados Zenaldo Coutinho (PSDB-PA) e Zé Geraldo (PT-PA), manobrando regimentalmente para que o soberano Plenário da Casa votasse a matéria, num ato contra a Constituição Federal a qual juraram obedecer.
O PDC do Carajás, de autoria do deputado federal Giovanni Queiroz (PDT-PA), apensada ao PDS aprovado pelo Senado, no final do ano passado. A matéria continuará sendo negociada com os líderes partidários, porém, o deputado Giovanni Queiroz disse que voltará a visitar, pessoalmente, cada um dos parlamentares. (Val-André Mutran)

Quórum de votação do Carajás
Sim: 261
Não: 53
Abstenções: 14
Total de votos: 328

5 comentários:

Netto Marabá disse...

Pra ser bem sincero, só o fato de nos desvincularmos da capital já será uma grande coisa. Nunca gostei da forma como a "galera" de lá trata o povo desta região, como se fôssemos apenas "caipiras" e um bando de ignorantes.
Mesmo sabendo dos interesses que envolvem esta mobilização pró-Carajás, sou a favor de um novo estado. Pode não resolver todos os problemas, mas,tem tudo pra dar certo.

Anônimo disse...

Esta é aparte mais ridícula do debate em torno da separação. Marabá vai tratar do mesmo jeito opovo da Taboca ( que fica a 340 km de Sao feliz do Xingu) de Casa de Tabua que fica a quase 600km de Marabá......

O debate não é essse

Netto Marabá disse...

Caro Anônimo 07:20
Não adianta apenas vir dizer que "o debate não é esse". Se Marabá vai tratar essas regiões com indiferença só o futuro dirá. Mas, prefiro optar por uma oportunidade de mudança do que me acomodar com as coisas do jeito que estão.Se você está satisfeito, sinto muito.
Carajás, JÁ!

Anônimo disse...

O debate não é esse mesmo! Não adianta fomentarmos o preconceito ou xenofobismo. È necessário conhcermos nossa história e reafirmarmos a nossa identidade. Agora se goianos, mineiros querem fazer dessa regiao um estado, por qeu não gostam de indio, santa paciencia!

Netto Marabá disse...

E quem disse que em Carajás não pode haver índios? Par acaso não há índios em outros estados? Ou é só no Pará?
Engraçado é que você acha que há xenofobismo e preconceito contra os índios, mas, pelo que vejo, goianos e mineiros também não estão isentos de tal. Sou paraense (ainda) e não vejo as pessoas de outros estados como inimigos. Isso é síndrome de quem tem complexo de inferioridade.
Nossa história tem que ser reafirmada, mas isso não quer dizer que não tenha que haver mudanças.
Carajás, JÁ!