domingo, 4 de abril de 2010

Marabá perde R$ 1 milhão da Saúde

O que já estava ruim acabou de piorar. Se a Saúde em Marabá já enfrentava dias difíceis por conta dos escândalos que brotaram nos últimos meses, a situação arruinou ainda mais com a notícia de que a prefeitura acaba de perder R$ 1 milhão.
Os recursos vieram de emenda do deputado federal Asdrúbal Bentes (PMDB) e serviriam para construir uma Unidade Avançada de Saúde na Vila Três Poderes, zona rural de Marabá. Inclusive, a obra foi uma das promessas de campanha do prefeito Maurino Magalhães.
A informação de que a prefeitura perdeu o dinheiro foi repassada ontem pelo próprio deputado Asdrúbal Bentes. Ele revelou que o dinheiro deixou de ser aplicado porque, para recebê-lo, o município tinha que enviar um projeto técnico. Acontece que o projeto enviado pela equipe de Maurino Magalhães apresentava falha e estava incompleto.
Não é de hoje que Asdrúbal vem avisando, por meio da Imprensa, que o município poderia perder recursos importantes. No caso, por exemplo, do estádio, o deputado disse que já cobrou a licitação e o projeto, que ainda estariam pendentes na Caixa Econômica Federal.

5 comentários:

Anônimo disse...

É por essas e outras que eu acho que o Maurino não chega ao fim do mandato.Aliás, acho que ele já durou até demais. Impeachment já!!!

Anônimo disse...

Eta governo ruim, não sabe fazer um projeto para ser aprovado pela UNIAO.Se fosse depender do governo do maurino pra fazer o projeto de duplicação da tranzamasonica,da orla, marabá tava ferrrado...........

Anônimo disse...

Não é só na saúde que este governo perde verbas, perdeu também 100 mil (emenda do senador josé Nery ára apoiar cooperativas de reciclagem) deixaram de fazer o projeto técnico e perderam o prazo.

Se as secretarias nao tem tecnicosa competentes eles perdem, ja que este govenro nomeou so politiqueiros

Anônimo disse...

Dai-lhe! Isso é o povo governando.

Heriomar disse...

anonimo: caro amigos chagas, e lamentavel se nao fosse ao mesmo tempo lastival, ve tantas mazelas em uma so administração.... ainda bem que os governos passam e a população fica.