segunda-feira, 17 de maio de 2010

Essa é boa

Amigo me telefonou todo triste, dizendo-me que eu deveria fazer uma matéria sobre um grave problema que está prestes a acontecer com a economia marabaense.
A empresa Construfox estaria fazendo as malas e rumando para Parauapebas, porque, simplesmente, a prefeitura não tem nenhuma obra aqui.
É brincadeira um negócio desses.
A Construfox passou 12 anos fazendo tudo quanto era serviço da prefeitura e agora vai deixar Marabá porque não tem mais serviço?
Para com isso.
Os caras já racharam de ganhar dinheiro, agora é a vez dos outros.
A vida é esta.

7 comentários:

Anônimo disse...

12 anos fazendo obras de péssima qualidade, é bom ressaltar. É só dar uma passeada pelas ruas asfaltadas-esburacadas de Marabá. Em todos os bairros. É bom que ela vá. Enganar em outro lugar. Não vai deixar saudade!!!

Anônimo disse...

Que Pena!!!!

Será que o Franco e o Tiao vao ficar menos ricos?

Ouro de tolo!!!

Se eles estao indo pra lé é porque quem sabe a administração do Darci esteja melhor e esteja pagando em dias as empreiteiras, por que grana não falta para as empresas.

Agora eu só acredito vendo eles sairem.
Duvido, aqui é estrategico para eles ainda mais com o investimento da Total Ville que terá varias ruas para serem pavimentadas.

VAMOS VER....PARA CRÊ

Anônimo disse...

Esse cara é gozador, Marabá tem 122 obras,sendo a mais importante a duplicação da ponte. Ele não assiste Tv. talvez não faça parte da terra do NUNCA.
Esse panaca tá é ferrado deve ir oferecer as obras a 10% , 20% lá em parauapebas. Lá como aqui só tem escamoteador do futuro.

Quaradouro disse...

Acompanhei a segunda administração do Haroldo Bezerra (a 1ª foi em 1975, escolhido pro-tempore por indicação do então deputado estadual Plínio Pinheiro Neto), eleito democraticamente em 1992, na esteira da desastrada administração Nagib (Vavá) Mutran Neto.
Em 1993, após auditoria nas secretarias municipais, Bezerra verificou que todos os pneus e alguns motores das cacambas haviam desaparecido misteriosamente da Secretaria de Obras, inclusive a máquina de "fazer asfalto" comprada pelo prefeito Hamilton Bezerra (1986/1988).
Para recuperá-la, Haroldo conseguiu na justiça um mandado de busca e apreensão da máquina que se achava em Tucuruí, segundo consta levada "emprestada" pelo sr. Franco.
Não muito tempo depois, eis que o sr. Franco passou a ser a empresa preferencial de Haroldo Bezerra, distinção que extravazou as uma e meia gestões de Geraldo Veloso e de Tião Miranda, este, no dizer corrente, supostamente sócio do dono da Construfox, inclusive em empreendimentos imobiliários nesta cidade.
A história de Marabá, a recente, desses últimos 50 anos precisa ser escrita com urgência. Tal qual os autores que se debruçaram sobre a história de José Sarney e produziram "Honoráveis bandidos". Antológico.

Carlos Henrique disse...

Isso que o Ademir relatou que me deixa triste. Todo mundo sabe disso e nada acontece. O MPE e o MPF não fazem nada. As pessoas esfregam as riquezas conseguidas com o dinheiro público nas nossas caras e nada acontece. Talvez por omissão nossa? Toda eleição eu troco de voto pois os que são eleitos sempre me decepcionam. Todos sabem que em Parauapebas a prefeitura estava devendo milhões para o "Branco" que é o Franco de lá. Talvez sem crédito na praça o prefeito esteja procurando novos aliados (credores).

Anônimo disse...

Sou o comentarista do dia 18 de maio -0:13 m. - como ninguem se manifestou sobre minha denúncia, estou voltando para reiterar meu comentário sobre a qualidade dos serviços da Construfox. Espero que o Franco ou o Tião se manifestem. E lembrar ao Ademir Brás, que concordo com o que ele disse, até porque vivi todos aqueles momentos bem de perto. E, a péssima qualidade dos erviços dessa empresa do pedófilo Franco, já desde aquela época, nunca foram alvo de nenhuma investigação, e isso me deixa indignado. Por que será. Aguardo comentários a respeito. Principalmente dos diretores Franco e Tião. Um abaraço, Ah! ia me esquecendo... estou aguardando o Tião como candidato...

Anônimo disse...

Ao anonimo das 06:19

Pergunta deve ser dirigida ao MP estadual na pessoa do promotor furtado a quem conseguiu por meritos do proprio MP e amizades a estes empresarios e politicos de marabá arquivar este processo d epedofilia que esta na 5 vara penal de maraba.

Outra pergunta é cade os conselheiros da epoca do conselho tutelar. Sera que foram comprados.

Processo muito estranho para a dimensao que teve na midia.

Acho que estes promotores do estado deveriam ficar somente 2 anos em cada cidade assim como acontece com os militares do exercito para nao ter vinculos com os politicos e empresarios locais.

Ao contrario, a gente ve a amizade destes promotores com pessoas de grande poder e existem varios casos de promotores que se casam com pessoas do municipio e se aproveitam disto para crescer financeiramente.

sds,